Israel liberta líder do Hamas após 2 anos de prisão

Israel libertou hoje um importante líder do grupo militante islâmico Hamas na Cisjordânia, que cumpriu uma pena de dois anos na cadeia. O xeque Hassan Yussef, que era porta-voz do Hamas na Cisjordânia quando foi preso, deixou esta manhã a prisão militar israelense. Yussef é considerado um membro relativamente moderado do grupo radical, mas sua libertação deverá ter pouco impacto sobre a política do Hamas, que no geral é decida por líderes em Gaza e no exterior. Ao deixar a prisão, Yussef viajou imediatamente para Ramallah, onde ele depositou uma coroa de flores e orou no túmulo do líder palestino Yasser Arafat.Yussef pediu à nova liderança palestina que coloque no topo das prioridades a libertação dos prisioneiros palestinos mantido por Israel. O governo israelense mantém cerca de 7.500 palestinos presos, sob a acusação de suposto envolvimento em atos de violência. "Eu carrego comigo uma mensagem de todos os prisioneiros do povo palestino. A questão dos prisioneiros deve ser uma prioridade e não pode haver cessar-fogo sem resolver o problema dos prisioneiros", disse Yussef.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.