Israel mantêm ofensiva contra cidade palestina

Soldados israelenses isolaram pelo segundo dia o centro velho de Nablus com barreiras de cimento e contêineres de lixo nesta segunda-feira, 26, e vasculharam casa por casa da região em busca de sete palestinos foragidos cujos nomes foram divulgados pelas emissoras locais de rádio e televisão. Pelo menos uma pessoa morreu durante os dois dias da incursão israelense contra Nablus, disseram fontes médicas.Trata-se da mais ampla operação israelense contra uma cidade na Cisjordânia em meses. O Exército de Israel entrou em Nablus com cerca de 80 jipes, veículos blindados e buldôzeres. Os soldados impõem um toque de recolher durante o qual dezenas de milhares de palestinos estão confinados no interior de suas casas.O Exército israelense alegou ter encontrado dois laboratórios de explosivos durante a operação. Segundo o comando militar israelense, não há prazo para o término da ofensiva.Líderes palestinos denunciam que a operação militar israelense ocorre em um momento no qual coloca em risco os esforços para a retomada do processo de paz.Anan al-Teibi, de 42 anos, foi morto com um tiro no pescoço no interior de sua residência na cidade velha, disseram os médicos que o socorreram. O filho de Teibi ficou ferido e está internado num hospital local.Segundo um vizinho, Nashaat Hijawi, Teibi foi atingido por disparos efetuados por soldados israelenses que passaram em frente a sua casa a bordo de um jipe. O Exército israelense informou que ainda está checando a denúncia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.