Israel mata dez milicianos do Hezbollah no sul do Líbano

Soldados israelenses em operação nas aldeias libanesas de Bint Djebeil e Kafr Hula mataram hoje dez milicianos do Hezbollah, informaram fontes militares.Quatro guerrilheiros foram mortos em Kafr Hula e outros seis perderam a vida na localidade de Bint Djebeil, onde os confrontos foram intensos durante a manhã de hoje, disseram as fontes israelenses.Um oficial e dois soldados israelenses ficaram feridos nos enfrentamentos em Kafr Hula, sendo transferidos para hospitais da Galiléia.As forças militares israelenses, com aproximadamente dez mil efetivos do Exército regular e de reservistas, têm como missão criar uma "zona militar especial" ao longo da fronteira entre os dois países, de 110 quilômetros, para afastar os milicianos islâmicos do Hezbollah de Israel.Os soldados israelenses também estão fazendo prisioneiros entre os milicianos que resistem nas aldeias do sul, mas o número de detentos ainda é desconhecido.Acredita-se que alguns destes milicianos capturados por Israel foram encaminhados para o Estado judeu e podem ser usados para futuras trocas.Fontes do Governo do primeiro-ministro Ehud Olmert, que hoje realizará a habitual reunião semanal com seus colaboradores, confiaram à imprensa local que existe a possibilidade de o Executivo ordenar às Forças Armadas a extensão das operações por terra até o rio Litani, a 30 quilômetros da fronteira.Mesmo depois de 27 dias de hostilidades, o Exército israelense ainda não conseguiu impedir que o Hezbollah ataque as localidades da Galiléia, no norte do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.