Israel mata homem armado na fronteira com o Egito

Tropas israelenses mataram a tiros um homem armado que entrou no país pelo Egito, informou a rádio militar de Israel. O incidente ocorreu na madrugada de hoje perto da cidade de Eilat, no sul de Israel. O homem fazia parte de um grupo de dez pessoas, duas das quais estavam armadas. O grupo foi interceptado após entrar no território israelense, segundo a rádio. Os outros nove voltaram para o Egito, após os soldados israelenses abrirem fogo. A rádio informou que os invasores poderiam ser traficantes ou "terroristas".

AE, Agência Estado

16 de junho de 2010 | 11h24

Fontes de segurança egípcias no norte do Sinai confirmaram que um egípcio foi morto dentro do território israelense, após uma troca de tiros entre tropas israelenses e homens armados. "Um grupo de beduínos entrou em Israel. Houve um tiroteio entre eles e as tropas israelenses. Um homem foi atingido duas vezes nas costas e morreu como resultado disso", afirmou um funcionário do setor de segurança egípcio, pedindo anonimato. "Os israelenses então jogaram seu corpo do lado egípcio (da fronteira", completou ele.

Fontes entre os beduínos afirmaram que os homens eram parte de uma tribo chamada Al-Azazna, do norte do Sinai. Segundo essas fontes, os homens não têm nacionalidade egípcia nem israelense, mas tentavam traficar drogas para Israel. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelEgitohomem armado

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.