Herwig Prammer/Reuters
Herwig Prammer/Reuters

Israel não está 'muito otimista' com sanções ao Irã

Ministro da Defesa diz que 'há dificuldades em mobilizar força de vontade no mundo' contra o país

Agência Estado

17 de novembro de 2011 | 12h17

OTTAWA - O ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, disse nesta quinta-feira, 17, que não está "muito otimista" sobre as perspectivas de novas e mais fortes sanções contra o Irã antes da reunião da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) da Organização das Nações Unidas (ONU) em Viena, na Áustria.

"Não estou muito otimista - há dificuldades em mobilizar força de vontade no mundo. Por isso estamos trabalhando para convencer os líderes estrangeiros a imporem sanções fortes e concretas para deter o Irã", disse numa rádio pública de Israel, de Ottawa, no Canadá, país que visita.

Segundo Barak, o programa nuclear iraniano "não é direcionado apenas a Israel, mas contra toda a ordem mundial", informou a AFP. O encontro de dois dias da AIEA começa nesta quinta-feira, 17.

 

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelIrãIrã Nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.