Abedin Taherkenareh/Efe
Abedin Taherkenareh/Efe

Israel não está por trás da explosão em base militar, diz Irã

Líder do Parlamento iraniano negou especulações e as chamou de 'ficção', segundo o 'Haaretz'

estadão.com.br,

16 de novembro de 2011 | 12h04

Atualizado às 14h52

 

TEL-AVIV - Funcionários do governo iraniano disseram nesta quarta-feira, 16, que Israel não está por trás da explosão que deixou pelo menos 17 mortos em uma instalação militar perto de Teerã. A imprensa tem especulado o envolvimento de Israel no que poderia ser um ataque.

 

Veja também:

tabela HOTSITE: A tensão entre Israel e o Irã

 

Na semana passada a tensão entre Israel e o Irã voltou a crescer depois que o governo de Tel-Aviv anunciou que poderia lançar mão de uma opção militar com o objetivo de interromper o avanço do programa nuclear iraniano. O governo de Israel acusa o Irã de desejar construir uma bomba atômica.

 

'Ficção'

 

De acordo com o jornal israelense Haaretz, oficiais iranianos disseram nesta quarta que as alegações de que Israel estaria envolvido na explosão fatal são falsas. A explosão ocorreu no último sábado, 12.

 

O líder do Parlamento iraniano, Ali Larjani, negou a especulação da imprensa. Entre os 17 membros de alto escalão da Guarda Revolucionária do Irã estava o general Hassan Moqaddam, envolvido no programa de mísseis do Irã, segundo o Haaretz.

 

Larjani chamou de 'ficção' as especulações da imprensa, entre elas a feita pela revista norte-americana Time, que publicou uma entrevista com um oficial de inteligência especulando sobre o que estaria por trás da explosão.

 

Para justificar as especulações, as matérias da imprensa se concentraram na morte de Moqaddam, alto comandante da Guarda Revolucionária. Um grande número de oficiais do país esteve no funeral de Moqaddam, incluindo o líder supremo, aiatolá Khomeini.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelIrãIrã nuclear

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.