Israel não vai atacar a Síria agora, diz general

O chefe das Forças Armadas israelenses, o general Dan Halutz, afirmou nesta segunda-feira que Israel não tem intenções de atacar a Síria neste momento.O governo israelense responsabiliza tanto a Síria como o Irã por fornecer armamento e financiamento à organização libanesa, por isso ao iniciar a operação no Líbano, há seis dias, fontes oficiais não descartaram a possibilidade de atacar Damasco.O chefe do Estado-Maior acrescentou sobre a atual ofensiva lançada contra a milícia xiita Hezbollah que "levará tempo para poder determinar a efetividade das operações do exército israelense no Líbano".O general israelense afirmou que o exército de seu país sabe que destruiu os principais pontos usados pelo Hezbollah para transferir armas a suas unidades de artilharia, inclusive as redes de abastecimento.Halutz disse também que Israel "bateu no coração da organização (libanesa) e que sabe que (o dirigente do grupo, Hassan) Nasrallah não vê a luz do dia desde que começou a campanha".O chefe militar acrescentou que a Força Aérea israelense também destruiu no sul do Líbano monumentos e símbolos da organização, e como exemplo citou um museu no qual se glorificava "a expulsão dos judeus".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.