Israel não vai ceder à pressão em Gaza, diz premiê

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que não vai ceder à pressão internacional para interromper uma ofensiva militar na Faixa de Gaza.

AE, Agência Estado

11 de julho de 2014 | 13h01

Netanyahu disse em coletiva de imprensa nesta sexta-feira que Israel continuará sua ofensiva até que o lançamento de foguetes por parte de Gaza seja interrompido.

Ele diz que tem tido boas conversas "com um número de líderes mundiais nos últimos dias, incluindo o presidente Barack Obama e líderes europeus".

"A pressão internacional não vai nos impedir de agir com todo o poder", disse.

Netanyahu disse que Israel atacou mais de mil alvos em Gaza durante a operação dos últimos quatro dias e que está usando o dobro da força que consumiu durante uma ofensiva semelhante em 2012. Mais de 100 palestinos foram mortos. Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelGazaNetanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.