Israel nega aumento de gasto militar

O ministério de Defesa de Israel negou a informação dada por uma rádio local de que o governo teria aprovado despesas adicionais para defesa. O porta-voz Eli Yosef disse que a necessidade de aumentar o orçamento destinado à defesa foi discutida em uma reunião entre o primeiro-ministro Ariel Sharon, o ministro da Fazenda Silvan Shalom, o ministro da Defesa Binyamin Ben-Eliezer e demais oficiais dos ministérios.Durante a reunião, Sharon disse que cerca de 2 bilhões de shekels teriam de ser incluídos no orçamento de defesa por causa da crescente violência na Cisjordânia e na fronteira norte de Israel.Shalom pediu aos oficiais do ministério da Fazenda que apresentassem um programa econômico que considerasse tanto um aumento nas despesas como uma queda nas receitas por causa da recessão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.