Abir Sultan/Efe
Abir Sultan/Efe

Israel: Netanyahu afirma que novo governo deseja paz

Composição da nova coalizão ocorre às vésperas do desembarque de Barack Obama

AE, Agência Estado

18 de março de 2013 | 14h12

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, afirmou nesta segunda-feira, 18, que seu novo governo deseja a paz e declarou-se disposto a firmar um "compromisso histórico" se os palestinos retornarem à mesa de negociações.

Ao expor a agenda de seu novo mandato como chefe de governo israelense, Netanyahu manifestou a expectativa de revigorar os esforços de paz, que permaneceram congelados durante os últimos quatro anos em que ele esteve no poder. No entanto, ele não forneceu detalhes.

"Estendemos nossa mão em paz aos palestinos", disse Netanyahu. "Israel já mostrou no passado sua disposição de fazer concessões em troca de paz verdadeira e hoje não é diferente", prosseguiu.

Os comentários de Netanyahu foram feitos antes de cerimônia que instalou sua nova coalizão de governo, formada após árduas negociações nas semanas que se seguiram às eleições gerais de 23 de janeiro. A composição da nova coalizão, porém, reúne linhas-duras e moderados e parece mais dedicada a problemas internos.

O tom conciliatório de Netanyahu é adotado às vésperas do desembarque do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, para sua primeira visita oficial a Israel desde que chegou à Casa Branca.

Os palestinos recusam-se a voltar a negociar enquanto Israel não interromper as obras e projetos em colônias judaicas estabelecidas em território ocupado.

Mais de meio milhão de israelenses vivem atualmente em assentamentos judaicos na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental, áreas estas reivindicadas pelos palestinos para o eventual estabelecimento de um Estado independente.

As informações são da Associated Press

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelpalestinosBinyamin Netanyahu

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.