Israel pede a Moscou que repense relação com Irã e Arafat

O vice-primeiro-ministro de Israel, Nathan Sharansky, pediu nesta segunda-feira ao governo russo que repense a política com relação ao Irã e manifestou esperança de que Moscou adotaria uma postura mais rígida e contrária ao presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat.Sharansky, que chegou a Moscou nesta segunda-feira para uma visita de dois dias, disse que Israel está preocupado com "vazamentos tecnológicos" da Rússia para o Irã, ao qual ele acusa de ter o objetivo de destruir o Estado judeu. "A Rússia deveria voltar a revisar sua política com relação ao Irã", disse Sharansky. "Tivemos um extenso diálogo sobre este assunto com a Rússia. Houve melhoras no diálogo, na compreensão mútua do perigo e da necessidade de se tomar medidas contra vazamentos tecnológicos. De forma realista, muito mais ainda pode ser feito." Em Roma, também nesta segunda-feira, o ministro russo da Defesa, Sergei Ivanov, avisou que Moscou não tem planos de reduzir sua cooperação técnico-militar com o Irã, segundo a imprensa local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.