Amir Cohen/Arquivo/Reuters
Amir Cohen/Arquivo/Reuters

Israel pede desculpas à Turquia e países reatam relações

Pedido se refere à morte de 9 turcos em 2010, na intercepção de flotilha que tentava atracar em Gaza

AE, Agência Estado

22 de março de 2013 | 12h37

O primeiro-ministro de Israel, Binyamin Netanyahu, anunciou nesta sexta-feira, 22, a retomada de relações diplomáticas plenas com a Turquia depois de pedir desculpas pela morte de nove cidadãos turcos durante uma incursão militar israelense em um barco fora da Faixa de Gaza em 2010.

Netanyahu informou que conversou por telefone com o primeiro-ministro da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, e lamentou o incidente, que prejudicou as relações bilaterais e abalou a aliança estratégica entre Tel-Aviv e Ancara.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ajudou nos bastidores a organizar a conversa entre seus dois aliados antes de encerrar sua primeira visita oficial a Israel.

No telefonema, Netanyahu disse que o "resultado trágico" da interceptação naval não foi intencional e decorreu de "erros operacionais". Ele manifestou então o "remorso" de Israel pelas vidas perdidas. Netanyahu prometeu ainda cumprir um acordo de compensação.

Os nove ativistas mortos estavam na principal embarcação de uma flotilha que tentava atracar em Gaza com o objetivo de furar o bloqueio naval israelense ao sitiado território palestino litorâneo e levar ajuda humanitária à população local. A violenta interceptação causou comoção internacional e esfriou as relações entre Israel e Turquia.

As informações são da Associated Press e da Dow Jones

Tudo o que sabemos sobre:
IsraelTurquiarelações diplomáticas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.