Israel permite observadores internacionais em eleição palestina

Israel irá permitir que observadores internacionais monitorem a eleição que irá escolher o substituto de Yasser Arafat, cumprindo uma importante demanda dos palestinos, disse o ministro das Relações Exteriores israelense, Silvan Shalom.Oficiais palestinos pediram na semana passada que observadores internacionais monitorassem a eleição presidencial que está marcada para o dia 9 de janeiro. A União Européia afirmou na segunda-feira que pode mandar uma missão.Shalom disse nesta quarta-feira que Israel permitirá a entrada dos observadores para garantir que as eleições serão justas e que o resultado será aceito, não apenas pela comunidade internacional, como também pelo povo palestino". Oficiais também pedem que Israel retire suas tropas das cidades palestinas durante o pleito e que permita a saída dos residentes do leste de Jerusalém para votar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.