Israel permitirá circulação de palestinos cristãos na Páscoa

As autoridades israelenses permitirão a entrada e saída da Faixa de Gaza de 500 palestinos cristãos por ocasião da Semana Santa, informou nesta quinta-feira a rádio pública israelense. Os cristãos poderão sair de Israel e Cisjordânia e ir à Gaza, ou vice-versa, para visitar parentes ou participar de cerimônias religiosas para celebrar a Semana Santa, que começa neste domingo, 9 de abril. Além disso, palestinos cristãos de Israel e de Jerusalém Oriental poderão ir às cidades cisjordanianas de Jericó e Belém com seus carros. Cerca de 115 mil cristãos residem em Israel, cuja população é de 6,5 milhões de pessoas. Em Jerusalém, dos 230 mil cidadãos palestinos, 14 mil são cristãos. Já em Gaza, a comunidade cristã não passa dos cinco mil membros. Israel autorizou a movimentação de 34 mil cristãos que queiram participar das festas da Cisjordânia para Israel. Medidas de segurança O ministro israelense da Defesa, Shaul Mofaz, ordenou que as forças de segurança aumentassem suas operações contra os disparos de mísseis Qassam, após o lançamento de vários deles contra Israel na semana passada. As forças de segurança israelenses também expandiram suas atividades a todos as áreas, em particular na Cisjordânia, onde aumentarão o cerco ao redor das localidades palestinas. Além disso, na próxima semana será iniciada uma campanha para procurar palestinos que residam ilegalmente em Israel, em particular na zona norte, próxima à linha de separação com a Cisjordânia. O aumento das medidas de segurança coincide com a Páscoa judaica, que começa no próximo dia 12 e termina no dia 19.

Agencia Estado,

06 Abril 2006 | 20h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.