Israel permitirá entrada de comida e suprimentos em Gaza

Israel considera o Hamas, que tomou a Faixa de Gaza, um grupo terrorista

Agencia Estado

18 Junho 2007 | 09h47

Temendo uma catástrofe humanitária, o governo de Israel permitirá a entrada de alimentos e outros suprimentos básicos na Faixa de Gaza, após a tomada da faixa costeira pelo grupo extremista Hamas. "Nossa consideração é a questão humanitária. Permitir a passagem de mercadorias por Kani para evitar fome em Gaza é o que guiará Israel", disse o ministro da Segurança Pública, Avi Dichter, ao Canal 2 de televisão. Israel considera o comando do Hamas um grupo terrorista, e autoridades tentam dar força ao rival da organização, o moderado Mahmoud Abbas, no impasse pelo controle dos territórios palestinos.

Mais conteúdo sobre:
gaza Israel Hamas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.