Israel possui armas nucleares, diz jornal britânico

O jornal britânico The Guardian obteve documentos revelando que Israel ofereceu ogivas nucleares à África do Sul na época do Apartheid, quando Shimon Peres, hoje presidente, era ministro da Defesa. Esses papeis seriam "as primeiras evidências documentais" de que o Estado israelense possui armas nucleares.

AE-AP, Agência Estado

24 Maio 2010 | 09h27

O Guardian publicou que Peres e o ministro da Defesa sul-africano, PW Botha, chegaram a firmar um acordo geral secreto sobre laços militares bilaterais. Segundo o jornal, o acordo nuclear entre os dois países acabou não se concretizando.

O diário afirma que os documentos foram descobertos pelo acadêmico Sasha Polakow-Suransky, que pesquisa para um livro sobre a relação próxima entre os dois países. O Guardian lembra que Israel mantém uma postura "ambígua" na esfera nuclear, nem confirmando nem negando que possua esse tipo de armas.

Uma porta-voz do presidente israelense disse que Peres negou categoricamente a reportagem segundo a qual ele ofereceu ogivas nucleares à África do Sul em 1975. A porta-voz afirmou hoje que "nunca houve negociações" sobre esse assunto e que Peres não foi contatado para comentar o matéria antes que ela fosse divulgada ontem. Israel nunca admitiu que tem armas nucleares, ainda que os especialistas em geral acreditem que o país as possua.

Mais conteúdo sobre:
Israel arma nuclear África do Sul Guardian

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.