Israel prende suspeitos de matar adolescente palestino

Israel declarou nesta segunda-feira que mantém sob custódia três judeus supostamente responsáveis pelo sequestro e assassinato de um adolescente palestino, cuja morte foi uma das causas da recente escalada de violência na região.

Agência Estado

14 Julho 2014 | 16h49

Segundo o porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, os suspeitos testemunharam perante a justiça e confessaram ter sequestrado e ateado fogo ao adolescente palestino Mohammed Abu Khdeir, de 16 anos. Eles devem permanecer sob guarda da justiça até sexta-feira.

Khdeir foi capturado no último dia 2, próximo a sua casa no leste de Jerusalém. Seu corpo foi achado queimado em uma área verde próxima a região.

O serviço de segurança de Israel, Shin Bet, informou que os suspeitos, que não tiveram os nomes revelados, foram motivados pela vingança depois da morte de três adolescentes israelenses por militantes palestinos. A polícia investiga a participação de outras três pessoas na morte de Khdeir. Elas permanecem em prisão domiciliar. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
Israel violência suspeitos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.