Israel proíbe viagem de palestino perito em assentamento

O governo israelense impôs uma proibição para viagens a um palestino especialista em confiscos de terras realizados por Israel na Cisjordânia e em Jerusalém Oriental. Autoridades citaram considerações de segurança não especificadas para impedir que o geógrafo Khalil Tufakji viajasse para fora de Israel e da Cisjordânia nos próximos seis meses. Tufakji disse que foi questionado na semana passada na sede da polícia de Jerusalém, quando foi informado sobre a proibição. Ele qualificou a medida como "uma das violações israelenses em andamento contra palestinos em Jerusalém".

AE-AP, Agencia Estado

08 de fevereiro de 2010 | 12h33

Hoje, Tufakji afirmou que realiza geralmente palestras em países do exterior sobre os confiscos israelenses em terras que os palestinos querem para seu futuro Estado independente. A proibição para viagens vale até 2 de agosto. O serviço de inteligência interno de Israel, Shin Bet, recomendou a proibição das viagens argumentando apenas que elas poderiam prejudicar a segurança do Estado israelense, sem especificar a razão disso.

Tudo o que sabemos sobre:
Israelpalestinoproibiçãoviagens

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.