Israel quer matar líderes palestinos, acusa Arafat

O presidente da Autoridade Palestina, Yasser Arafat, acusou Israel de estar engajado num esforço sistemático para assassinar todos os líderes do povo palestino. A acusação foi feita numa entrevista publicada nesta quinta-feira pelo jornal Le Figaro. "É uma tática sistemática", declarou. "Os israelenses querem matar, um após o outro, todos os líderes do povo palestino." Questionado sobre o que estava fazendo para conter o ímpeto do grupo militante Hamas, Arafat respondeu: "Estou fazendo o melhor que posso. Mas os israelenses não estão fazendo nada para reduzir a tensão." Nas últimas semanas, Arafat ficou confinado na cidade de Ramallah, na Cisjordânia. "Com que direito eles me impedem de sair de Ramallah? Além disso, vejam o que eles fazem com o povo palestino. Todos esses bloqueios rodoviários, todos esses postos de checagem. Esta não é a forma para se criar um ambiente favorável para o reinício das negociações de paz."

Agencia Estado,

17 Janeiro 2002 | 19h43

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.