JACK GUEZ / AFP
JACK GUEZ / AFP

Israel reabre postos de fronteira de Gaza para mercadorias e pessoas

Ministro da Defesa de Israel ordenou a reabertura quatro dias depois do fechamento em represália por um lançamento de foguete palestino

O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2018 | 10h21

JERUSALÉM – O ministro da Defesa de Israel, Avigdor Lieberman, ordenou neste domingo, 21, a reabertura dos postos de fronteira de Gaza para as pessoas e as mercadorias, quatro dias depois do fechamento em represália por um lançamento de foguete palestino

"A decisão foi tomada depois da redução dos atos violentos em Gaza durante o fim de semana e dos esforços do Hamas (grupo islamita que governa Gaza) para conter os manifestantes", afirma um comunicado divulgado pelo ministério. 

Na quarta-feira, 17, Lieberman ordenou o fechamento dos dois postos de fronteira entre Israel e a Faixa de Gaza para os produtos e as pessoas. A decisão aumentou ainda mais o isolamento do território, que tem apenas outra passagem de fronteira, com o Egito. 

Um foguete lançado a partir do território palestino provocou danos na cidade de Beer-Sheva, sul de Israel.  O Hamas condenou o disparo e afirmou que rejeitava todas as "tentativas irresponsáveis" de prejudicar uma mediação egípcia para obter uma trégua de longa duração. 

Israel também suspendeu o fornecimento diário de combustível para a central de energia elétrica de Gaza, garantido normalmente graças a um acordo supervisionado pela ONU. "A decisão de retomar as entregas de combustível a partir do Catar foi adiada e será examinada dentro de vários dias, em função dos acontecimentos", ponderou Lieberman. / AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.