Israel realiza teste de novo sistema de mísseis

O Ministério de Defesa de Israel informou nesta quarta-feira que o teste de seu novo sistema de defesa da mísseis foi um sucesso. O sistema David''s Sling (algo como estilingue de David) foi projetado para interceptar foguetes e mísseis balísticos de médio alcance, assim como aviões teleguiados e aeronaves em aproximação.

PRISCILA ARONE, COM INFORMAÇÕES DA ASSOCIATED PRESS E DA DOW JONES, Agência Estado

20 de novembro de 2013 | 10h00

"A Organização de Defesa de Mísseis de Israel e a Agência de Defesa de Mísseis dos Estados Unidos concluiu hoje com sucesso um teste de interceptação do Sistema de Armas David''s Sling", diz o comunicado.

O primeiro teste aconteceu em novembro de 2012, dias depois de uma trégua que pôs fim a oito dias de confrontos entre Israel e militantes palestinos de Gaza, durante os quais mais de 1.000 foguetes foram disparados contra o território israelense, muitos dos quais foram interceptados pelo sistema de defesa Iron Dome (Domo de Ferro), que tem como objetivo impedir que disparos de curto alcance cheguem a Israel.

O Ministério disse que o sistema detectou e destruiu um míssil balístico durante um teste nesta quarta-feira, o que marcou um "passo adiante" na direção da implantação do sistema no ano que vem.

O "David''s Sling", também conhecido como "Varinha Mágica" foi projetado para interceptar projéteis com alcance entre 70 quilômetros e 300 quilômetros, o que significa poder para conter o grande arsenal de foguetes do Hezbollah no Líbano e os pertencentes ao arsenal do governo do presidente Bashar Assad, na Síria.

Israel já instalou o sistema Arrow (Flecha) para conter mísseis de alcance ainda maior, que poderiam ser disparados do Irã, e o Iron Dome (Domo de Ferro) contra foguetes de curto alcance lançados da Faixa de Gaza.

Mais conteúdo sobre:
Israeldefesa de mísseisteste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.