Israel recebe primeiras imagens de Gilad Shalit em três anos

País libertou 19 prisioneiras em troca das imagens; soldado foi capturado em 2006.

BBC Brasil, BBC

02 de outubro de 2009 | 08h42

O governo de Israel anunciou nesta sexta-feira que recebeu as primeiras imagens em três anos que comprovariam que o soldado Gilad Shalit, capturado em 2006 pelo Hamas, está vivo.

Em troca, Israel libertou 18 prisioneiras na Cisjordânia e uma na Faixa de Gaza. Outra prisioneira será libertada no domingo.

As prisioneiras só foram soltas depois que autoridades viram vídeos e provas de que Shalit está vivo.

O grupo exige a libertação de mais de mil prisioneiros palestinos em troca do soldado, que tem 23 anos.

Saúde 'boa'

Segundo uma rádio de Israel, as imagens foram vistas pelo chefe de Gabinete do governo, Gabi Ashkenazi.

Uma autoridade israelense disse à BBC que o negociador israelense sobre a questão, Hagai Hadas, estava a caminho de Jerusalém para entregar um DVD com imagens do soldado ao primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

A agência chinesa Xinhua afirmou, citando um integrante do Hamas, que Shalit aparece no vídeo usando roupas civis e aparentemente em bom estado de saúde.

Desde a captura de Shalit, em 2006, uma fita de áudio e três cartas foram divulgadas pelos sequestradores, a mais recente delas com data de 2008.

Após três anos de negociações com mediação do Egito, Shalit ainda não foi solto. Mediadores alemães participaram das negociações entre o Hamas e Israel em julho, também sem sucesso.

As prisioneiras soltas por Israel não são consideradas perigosas e a maioria já estava terminando de cumprir pena. Grande parte foi condenada por porte de armas, mas algumas participaram de atentados suicidas.

O governo de Israel não indicou se divulgará as imagens publicamente.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.