Israel recomeça a construção de muro de separação

Israel começou hoje a construção de uma etapa do muro de separação no sul da Cisjordânia, dias depois que suicidas palestinos atacaram Beersheba, um povoado israelense localizado na mesma região. Funcionários de segurança israelenses confirmaram o início dos trabalhos de construção de uma etapa de 30 quilômetros do muro, ao sudoeste de Hebron.Mas as fontes, que pediram para não serem identificadas, disseram que a construção não recomeçou por causa dos ataques da semana passada em Beersheba.Nesse ataque, dois suicidas do grupo armado islâmico Hamas, originários de Hebron, mataram 16 pessoas e deixaram feridas outras dezenas. Os atentados atingiram a opinião pública, que exige do governo mais rapidez na construção do muro, que está desacelerada por uma série de problemas legais.Hoje à tarde, as escavadeiras desocuparam uma área em Beit Awwa, uma aldeia próxima a Israel. Três guardas de segurança e um jipe do exército patrulhavam a região.Três partes do muro estão concluídas, mas ele ainda não chegou à zona de Beersheba. Depois dos atentados da semana passada, funcionários locais disseram que já tinham advertido ao governo há vários meses que a região era vulnerável a ataques terroristas palestinos.O Tribunal Internacional de Haia emitiu em julho um parecer não obrigatório considerando o muro ilegal, e a Suprema Corte de Israel ordenou o governo a alteração do traçado do muro para amenizar os conflitos com os palestinos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.