Israel recorre à nanotecnologia para equipamentos militares

As forças militares Israel estão usando a nanotecnologia para desenvolver um robô do tamanho de uma vespa que serviria como espião e assassino, podendo perseguir, fotografar e até matar seus alvos, informou a agência britânica Reuters, citando o jornal israelense Yedioth Ahronoth. Segundo jornal, o robô, apelidado de "vespa biônica", poderia andar pelas ruas da cidade mais inacessíveis de forma discreta e acertar alvos mais difíceis, como lançadores de foguetes, dizia o jornal. Entre outras iniciativas na área de nanotecnologia militar, o jornal cita "luvas biônicas" capazes de dar força a um soldado e sensores minúsculos capazes de detectar homens-bombas. Os dispositivos estariam prontos dentro de três anos, segundo afirmou ao jornal o ministro da Defesa israelense, Shimon Peres.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.