Israel rejeita avaliação sobre direitos humanos

Israel rejeitou ontem passar pela avaliação periódica do Conselho de Direitos Humanos das ONU e boicotou a reunião do órgão. O governo israelense diz que a entidade adota uma posição "injusta" contra o país e sua composição é "majoritariamente anti-Israel". As nações que integram o conselho são obrigadas a passar por uma sabatina sobre as condições dos direitos humanos em seu território a cada quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.