Israel rejeita recurso contra libertação de palestinos

A Suprema Corte de Israel rejeitou um recurso de apelação feito por famílias de israelenses para suspender a libertação de prisioneiros palestino. Como parte de um acordo para retomar as negociações de paz na região, Israel havia aceitado libertar 104 prisioneiros palestinos.

AE, Agência Estado

13 de agosto de 2013 | 10h18

Na segunda-feira, Israel publicou os nome dos primeiros 26 prisioneiros que devem ser libertados e os israelenses tinham 48 horas para apresentarem recursos de apelação. Um grupo de famílias israelenses entrou com um processo na justiça.

Mas, nesta terça-feira, os juízes da Suprema Corte rejeitaram o recurso, determinando que precedentes legais permitem que a libertação dos prisioneiros. Contudo, os magistrados disseram que simpatizava com a dor das famílias.

O porta-voz do sistema carcerário de Israel, Itsik Gorlov, disse que os prisioneiros devem readquirir a liberdade até meia-noite de terça-feira (horário local). Fonte: Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
israelpalestinosprisioneiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.