Israel responsabiliza toda a Faixa de Gaza pelos últimos atentados

Estado judeu mantém organismos de segurança em alerta devido a ameaças de ataques

Efe

30 de agosto de 2011 | 17h35

JERUSALÉM - O Ministro da Defesa de Israel, Ehud Barak, disse nesta terça-feira, 30, que a responsabilidade dos ataques contra o país não é só da Jihad Islâmica, mas de toda a Faixa de Gaza, informou a rádio pública israelense em seu site. O território palestino é comandado pela facção radical Hamas.

 

Veja também:

especialESPECIAL: As disputas territoriais no Oriente Médio

 

Barak contou à emissora que ordenou aos organismos de segurança que mantenham alerta máximo nas fronteiras com a faixa palestina e com o Egito por causa da existência de um alerta concreto de planos de ataque de uma célula da Jihad Islâmica.

 

O Ministro da Defesa Civil, Matan Vilnai, deu nesta terça mais detalhes sobre o plano da Jihad Islâmica de agir em represália pelo morte de um de seus membros na semana passada em Gaza.

 

A Jihad Islâmica, uma pequena e radical facção palestina, "está tentando organizar ataques no Sinai durante o Eid ul-Fitr (festividade que encerra nesta terça-feira o jejum muçulmano do mês sagrado do ramadã)", disse o ministro.

 

"A cúpula de defesa tem informação concreta sobre planos de uma célula terroristas no Sinai que envolve pelo menos 10 pessoas" acrescentou Vilnai em uma visita à cidade de Sderot, nas proximidades de Gaza.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.