Israel se livra de condenação em agência nuclear

Por uma estreita margem, o bloco liderado por países islâmicos não conseguiu aprovar na Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) uma condenação a Israel por sua recusa em aderir ao Tratado de Não Proliferação Nuclear (TNP).

AP, O Estado de S.Paulo

25 de setembro de 2010 | 00h00

Dos 151 membros do órgão atômico da ONU, 46 apoiaram a resolução e 51 votaram contra. Outros 23 abstiveram-se e o restante não estava na reunião.

Israel, EUA e países europeus fizeram forte pressão contra a proposta, afirmando que ela, na prática, isolaria israelenses e tornaria ainda mais sensível a questão da proliferação no Oriente Médio. O Irã prometeu reapresentar a resolução.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.