Israel suspende bloqueio dos territórios palestinos

O governo de Israel suspendeu o bloqueio dos territórios palestinos ocupados de Gaza e Cisjordânia, permitindo que cerca de 20.000 palestinos retomem seus empregos em território israelense. Todas as passagens entre Israel e os territórios ocupados estavam fechadas para palestinos desde o último dia 12, devido ao temor de atentados extremistas.Na aldeia de Yatta, ao sul de Hebron, na Cisjordânia, tropas israelenses mataram a tiros o militante da organização extremista Hamas Mohammed Mora, de 27 anos.Mora foi o oitavo militante do Hamas a morrer nos últimos três dias. Seis membros da organização foram mortos domingo, em uma explosão."Mohammed estava em casa quando os soldados vieram", contou seu tio Mahmoud Mora. "Ele correu e os soldados o balearam na perna. Ele se escondeu em outra casa. Os soldados o alcançaram e o executaram."Em Damasco, Síria, o líder do Hamas, Moussa Abu Marzouk, disse que "nossa retaliação será dura e dolorosa".Em Londres, funcionários da Autoridade Nacional Palestina liderados pelo ministro do Planejamento, Nabil Shaath, reuniram-se com representantes de países doadores e disseram precisar de US$ 1,5 bilhão, até abril de 2004, para reconstruir a economia dos territórios ocupados.Também há representantes do governo israelense em Londres. No entanto, é improvável que eles venham a discutir com os palestinos questões referentes a segurança, ou uma eventual trégua.Em Nablus, na Cisjordânia, a polícia palestina voltou às ruas pela primeira vez desde abril, quando Israel enviou seu Exército para controlar a cidade. Os policiais estavam e desarmados e sem uniforme. Eles usavam uma faixa vermelha no braço para serem identificados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.