Israel suspenderá bloqueio ao Líbano na quinta-feira

O Governo israelense anunciou nesta quarta-feira quesuspenderá o bloqueio aéreo e marítimo ao Líbano amanhã,quinta-feira, às 18h (12h de Brasília). Um comunicado do escritório de imprensa do primeiro-ministroisraelense, Ehud Olmert, afirma que este decidiu suspender obloqueio depois que a secretária de Estado americana, CondoleezzaRice, e o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, garantiram que aforça multinacional está preparada para substituir Israel. "Após oito semanas de um bloqueio aéreo e marítimo, quinta-feira, às18h (12h de Brasília), Israel deixará suas posições nos portosmarítimos e aéreos do Líbano e permitirá que as forçasmultinacionais tomem o controle desses lugares", afirma a nota. A decisão israelense acontece horas depois de o ministro dasRelações Exteriores do Líbano, Fawzi Salloukh, ameaçar forçar obloqueio se este não fosse suspenso nas próximas 48 horas, e que acompanhia britânica British Airways anunciou que pretendia romper ocerco e aterrissar em Beirute. O governo israelense tinha se negado até agora a suspender obloqueio - apesar da insistência de Annan, que disse que era umahumilhação para o Líbano, além de um obstáculo para sua recuperação, alegando que queria evitar o contrabando de armas ao grupolibanês xiita Hezbollah. Israel só está disposto a deixar suas posições quando a ForçaInterina das Nações Unidas para o Líbano (Finul) puder substituir astropas israelenses. A imprensa israelense afirma que, provavelmente, forças alemãsficarão responsáveis pela vigilância no aeroporto de Beirute, e aMarinha alemã controlará o acesso ao porto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.