Israel teme abertura das fronteiras de Gaza

O governo israelense manifestou preocupação com a decisão do Egito de reabrir, a partir de hoje, a fronteira com a Faixa de Gaza. A passagem de Rafah será o único acesso do território palestino com o exterior. A liberação deve reduzir substancialmente o bloqueio imposto em 2007, quando o grupo islâmico Hamas assumiu o controle do território. Gaza sofre com a escassez de bens e produtos. "A decisão pode facilitar a entrada de armas, explosivos e inimigos estrangeiros, sejam da Al-Qaeda ou iranianos", afirmou o vice-primeiro-ministro israelense, Silvan Shalom.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.