Israel terá de ceder território, diz Sharon

O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, reconheceu que seu país será forçado a fazer concessões territoriais como parte dos esforços de paz, mas avisou os palestinos de que o tempo para negociar um acordo está acabando. Sharon também disse que Israel não removerá todas as colônias de judeus da Cisjordânia, o que entra em conflito com o ?mapa da paz? proposto pelos Estados Unidos.?Já falei, no passado, sobre a necessidade de concessões dolorosas?, disse o primeiro-ministro, numa entrevista coletiva. ?É claro que, no futuro, não estaremos em todos os locais em que estamos hoje?. Autoridades palestinas fizeram pouco caso das declarações de Sharon, dizendo que suas ações, com a contínua ampliação das colônias, falam mais alto que palavras.Sharon declarou que alguns postos avançados são importantes para a segurança israelense e serão preservados. ?O que for ilegal será removido... o que for necessário ficará?, disse. O ?mapa da paz? exige que Israel desmantele dezenas de assentamentos não autorizados estabelecidos na Cisjordânia desde 2001, e congele a ampliação das colônias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.