Israel vai investir pesado em colônias na Cisjordânia

Israel aumentará os investimentos em alguns assentamentos judaicos na Cisjordânia ao mesmo tempo em que se retira da Faixa de Gaza, anunciou o ministro das Finanças de Israel, Benjamin Netanyahu. O anúncio vem à tona no momento em que o primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, conseguia o apoio de seu chanceler, Silvan Shalom, para o plano de retirada de Gaza. "Estamos hoje diante da decisão de esvaziar alguns assentamentos em benefício de outros", comentou Shalom.Na semana passada, Sharon disse que, mesmo com a existência de um acordo de paz, Israel insistirá em manter cinco grandes blocos de assentamentos judaicos na Cisjordânia. A relação entre a retirada de Gaza e a intensificação da colonização na Cisjordânia parecem confirmar os piores temores dos palestinos com o plano unilateral de "desligamento" apresentado por Sharon e endossado pelo presidente dos Estados Unidos, George W. Bush.O apoio de Shalom fortalece ainda mais a posição de Sharon, dando a ele uma clara maioria dentro de seu gabinete nas semanas que antecedem um referendo interno de seu partido, o Likud, sobre a proposta unilateral.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.