Israel vai recrutar soldados em vários países

O Exército israelense decidiu recrutar soldados em vários países diante da possibilidade de uma guerra no Oriente Médio, disse nesta sexta-feira o jornal Yediot Ahronot. Segundo o jornal, as Forças Armadas israelenses abrirão centros de recrutamento em pelo menos nove cidades, entre as quais Nova York e Los Angeles, onde vivem mais de 100.000 imigrantes israelenses, diz o Y-net, seu portal de acesso na Internet. Os demais seriam abertos em Frankfurt, Alemanha; Paris França; Amsterdam, Holanda; Londres, Grã-Bretanha; Bangcoc, Tailândia; Bombaim, Índia; Johannesburgo, África do Sul e, provavelmente, um também na América do Sul. Se explodir uma crise grave, prossegue o Ahronot, os recrutadores entrarão em contato com os israelenses que vivem ou estão de férias no exterior. As Forças Armadas de Israel não comentaram de imediato a versão do jornal. Mas, ao longo dos 10 meses de conflito palestino-israelense, ouviram-se reiteradas advertências de que os confrontos poderiam derivar para uma guerra em nível regional. Os chefes militares e os serviços de inteligência, no entanto, continuam negando essa possiblidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.