Israel volta a atacar alvos palestinos

Hoje, em virtude do novo atentado palestino em Jerusalém, Israel voltou a atacar alvos palestinos em Gaza e Cisjordânia, enquanto a polícia israelense reprimia manifestação de cerca de 40 mil palestinos no setor árabe da cidade contra a ocupação da Casa do Oriente e de outros escritórios palestinos."Israel começou a ´batalha de Jerusalém´", acusou Amed Qureia, chefe do Parlamento palestino. "Vamos resistir a essa nova agressão até que deixem o último centímetro da cidade."Houve protestos também no centro de Hebron, na Cisjordânia, contidos por soldados israelenses. Ali, segundo fontes palestinas, uma menina de 7 anos morreu, atingida por uma bala israelense, e outros 15 civis ficaram feridos. Os palestinos convocaram para a segunda-feira um "dia de fúria" em protesto contra a ocupação israelense dos escritórios em Jerusalém Oriental e seus subúrbios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.