Khalil Hamra / AP
Khalil Hamra / AP

Israel volta a atacar grupo Jihad Islâmica após violação de cessar-fogo

Escalada de violência toma conta de Gaza desde a última terça-feira, 12

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de novembro de 2019 | 00h06

Israel retomou na noite desta quinta-feira, 14, os ataques contra a Jihad Islâmica em Gaza. Os atentados acontecem após a violação do cessar-fogo alcançado algumas horas antes.

"O Exército de Israel está atacando alvos terroristas da Jihad Islâmica em Gaza", disse hoje um porta-voz militar em comunicado, que disse ter visto "a violação do cessar-fogo com grande severidade".

Entre os alvos, disse ele, há "um complexo militar" usado para produzir foguetes, além da sede do grupo na cidade de Jan Yunis, onde também há escritórios de seus comandantes.

Como ele acrescentou, os atentados foram realizados após três ataques contra o território israelense, que não causaram danos nem feridos e não tiveram autoria reivindicada, o que pode apontar para ações individuais de militantes palestinos. 

O Exército não respondeu a esses lançamentos mais recentes, mas reagiu e se concentrou exclusivamente na Jihad Islâmica, que nos últimos dias disparou mais de 450 foguetes contra Israel em uma acentuada escalada de violência/EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.