Mahmud Hams / AFP
Mahmud Hams / AFP

Israel volta a bloquear fornecimento de combustível à Faixa de Gaza

Segundo o ministro da Defesa do país, medida é uma resposta ao lançamento de balões incendiários contra o território israelense

O Estado de S.Paulo

02 Agosto 2018 | 06h39

JERUSALÉM - Israel voltou a bloquear nesta quinta-feira, 2, até nova ordem o fornecimento de gás e combustível à Faixa de Gaza, em represália ao lançamento de balões incendiários contra o território israelense, anunciou o ministro da Defesa, Avigdor Lieberman.

A medida atingirá o enclave palestino que já sofre com cortes de eletricidade, o que afeta particularmente os hospitais.

Lieberman destacou que a medida se deve "à continuação do terrorismo com balões incendiários e aos confrontos na fronteira" entre Israel e a Faixa de Gaza.

No dia 17 de julho, Israel reforçou o bloqueio na Faixa de Gaza ao interromper o fornecimento de combustível como represália ao lançamento de balões incendiários em direção ao sul do país, onde 3 mil hectares foram queimados.

No início de julho o governo israelense anunciou o fechamento do terminal de Kerem Shalom, o único ponto de passagem de mercadorias entre Israel e a Faixa de Gaza, onde quase 80% dos dois milhões de habitantes recebem ajuda, segundo o Banco Mundial.

As restrições foram retiradas parcialmente após uma trégua anunciada no fim de julho entre Israel e o grupo islamista Hamas, que governa a Faixa de Gaza. / AFP

Relembre a trégua entre Israel e Hamas na Faixa de Gaza

Mais conteúdo sobre:
Israel [Ásia] Faixa de Gaza

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.