Israel voltará a trocar prisioneiros com o Hezbollah

A segunda etapa de um intercâmbio de prisioneiros entre Israel e o grupo xiita libanês Hezbollah está para ser finalizada. O Canal 2 da TV israelense informou que haverá "um desfecho crucial nos próximos dias". Em 29 de janeiro, Israel libertou 400 prisioneiros árabes e devolveu os restos de outros 59 ao Líbano, em troca dos corpos de três soldados e da libertação do empresário israelense Elhanan Tannenbaum, capturados pelo Hezbollah em outubro de 2000.Ambas as partes disseram que haveria uma segunda etapa, na qual Israel libertaria Samir Kantar - que matou em 1979 três israelenses - em troca de informações sobre o piloto Ron Arad, que teria sido capturado com vida quando seu avião se espatifou no sul do Líbano. O acordo é mediado por funcionários alemães e de outras nações européias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.