Israelense e palestino ficam feridos em dois incidentes

Palestinos deixaram um colono judeu gravemente ferido em um tiroteio ocorrido nesta terça-feira, na Faixa de Gaza, e um menino palestino foi gravemente ferido por tiros de soldados israelenses, na Cisjordânia.Ainda hoje, soldados do Exército de Israel demoliram oito casas de propriedade de palestinos na Faixa de Gaza, denunciaram testemunhas.O grupo islâmico Hamas assumiu a autoria do ataque contra o assentamento judaico de Kfar Darom. Pelo menos um militante entrou no assentamento na manhã de hoje e abriu fogo contra estufas pertencentes aos colonos, informaram equipes de resgate e de segurança. O militante conseguiu fugir. As autoridades israelenses vasculham a área e acreditam que mais de uma pessoa esteja envolvida.Os assentamentos judaicos foram construídos por Israel em terras nas quais os palestinos pretendem fundar seu futuro Estado soberano e independente. As colônias transformaram-se num alvo freqüente da ação dos militantes palestinos durante os mais de dois anos e quatro meses da atual intifada.Em resposta, diversos tanques israelenses entraram na cidade palestina de Deir al-Balah, próxima ao assentamento, e demoliram duas casas, uma granja e uma estufa, disseram testemunhas. Os soldados também vasculharam diversas casas e prenderam um homem. O Exército não comentou a ação.Em Tulkarem, na Cisjordânia, um palestino lançou uma bomba de gasolina contra soldados israelenses e foi atingido por uma bala revestida por borracha quando os soldados atiraram contra ele em resposta, disseram militares.Fontes hospitalares comentaram que o palestino, um garoto de 13 anos, estava atirando pedras contra os soldados, e não bombas, segundo relatos de testemunhas. O rapaz está em condições críticas.No campo de refugiados de Rafah, na Faixa de Gaza, tanques e buldôzeres do Exército do Estado judeu demoliram mais cinco casas, depois de ordenarem a todos os moradores que deixassem o local, denunciaram testemunhas. O Exército não informou o motivo pelo qual demoliu as casas.Em Beit Furik, na Cisjordânia, foi demolida a casa da família de um outro palestino acusado de matar um israelense no ano passado antes de ser morto por forças de segurança, informou o Exército.

Agencia Estado,

04 de fevereiro de 2003 | 15h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.