Israelenses e palestinos devem continuar negociando

A Casa Branca deseja que palestinos e israelenses continuem negociando a paz, apesar do fim da moratória das obras em assentamentos judaicos na Cisjordânia, disse neste domingo David Axelrod, um dos principais assessores do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

AE-AP, Agência Estado

26 de setembro de 2010 | 13h56

Em entrevista à rede de televisão ABC, Axelrod disse tratar-se de uma oportunidade "rara" e "sem paralelos" de se obter um acordo de paz no Oriente Médio, motivo pelo qual as partes devem continuar negociando mesmo que Israel suspenda, a partir da meia-noite de hoje, o embargo a obras nos assentamentos.

"Eles estão travando negociações sérias e devem seguir conversando. Estamos muito ansiosos por ver isto acontecer", disse Axelrod.

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, disse que não ampliaria o embargo às obras nas colônias judaicas construídas em áreas palestinas ocupadas. Os palestinos têm ameaçado abandonar o diálogo se as obras forem retomadas.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAIsraelPalestinos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.