Israelenses e palestinos discutem cerco a Basílica

Representantes de Israel e dos palestinos estão reunidos para tentar encerrar o conflito na Basílica da Natividade. Três padres da Armênia receberam autorização para deixar a igreja, disseram as forças de defesa de Israel. Ontem, o líder palestino Yasser Arafat permitiu que os palestinos negociassem com Israel. O primeiro-ministro de Israel, Ariel Sharon, tem dito que aceitará proposta que considere a libertação daqueles não envolvidos com o terrorismo. Israel acredita que 30 dos palestinos que estão dentro da igreja são terroristas que encabeçam sua lista de procurados. Ontem, cinco palestinos deixaram a igreja, mas foram detidos pelo exército de Israel. Segundo a CNN, cerca de 200 palestinos, a maior parte de civis, estão sendo mantidas presas na Basílica da Natividade há três semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.