REUTERS/Murad Sezer
REUTERS/Murad Sezer

Istambul proíbe marcha LGBT por 'segurança dos turistas'

Vários grupos conversadores e islamitas turcos já tinham anunciado sua intenção de impedir a marcha

O Estado de S.Paulo

24 de junho de 2017 | 11h01

ISTAMBUL - As autoridades de Istambul proibiram neste sábado a "Marcha do Orgulho", a favor dos direitos de gays e outras minorias sexuais, prevista para amanhã na cidade turca, alegando razões de segurança para os turistas.

"Como resultado da nossa avaliação e considerando a ordem pública e a segurança dos turistas que estão na região para passear, bem como dos nossos cidadãos, especialmente os participantes, não se autoriza a marcha nem reuniões no dia da comemoração, nem antes nem depois", detalha um comunicado do escritório de governo de Istambul.

"A praça de Taksim (de Istambul) e o seu entorno, onde se convocou a marcha, não fazem parte dos espaços para manifestações e reuniões", acrescenta a nota.

De todas formas, segundo o comunicado, as autoridades locais não receberam solicitação alguma dentro das normas legais para organizar esta marcha, que estava prevista para a tarde deste domingo.

Vários grupos conversadores e islamitas turcos já tinham anunciado sua intenção de impedir a marcha. /EFE

Tudo o que sabemos sobre:
TurquiaIstambul

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.