Itália aprova imunidade a Berlusconi

O Senado italiano aprovou nesta quinta-feira uma lei de imunidade que permitirá ao primeiro-ministro Silvio Berlusconi evitar as ações na justiça em um caso de corrupção.Além de Berlusconi, o presidente do país, os presidentes das duas casas do parlamento e o presidente da Corte Constitucional serão beneficiados pela lei.Berlusconi enfrenta um processo em Milão, em que é acusado de subornar juízes em um caso sobre a venda fraudulenta de uma empresa de alimentos na década de 80.Berlusconi garante inocência e se diz vítima de uma perseguição política da esquerda de Milão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.