Itália: Bersani falha em tentativa de formar governo

A tentativa de formar um novo governo na Itália não foi bem-sucedida. O líder da coalizão de centro-esquerda, Pier Luigi Bersani, falhou em sua missão de angariar apoio parlamentar para uma nova administração. Ele informou hoje ao presidente da Itália, Giorgio Napolitano, que desistiu após seis dias de reuniões com líderes de partidos, empresas e grupos trabalhistas. Segundo ele, as condições exigidas por outros partidos eram inaceitáveis.

AE, Agência Estado

28 de março de 2013 | 16h09

"Os esforços foram inconclusivos", afirmou hoje um assessor de Napolitano, após uma reunião entre o presidente e Bersani.

Agora a responsabilidade é novamente de Napolitano, que pode escolher um tecnocrata ou outro nome respeitado para tentar conquistar o apoio do Parlamento. Se não for possível formar o novo governo, novas eleições no segundo semestre podem se tornar uma opção inevitável.

Na última sexta-feira, Napolitano concedeu a Bersani alguns dias para se reunir com líderes de partidos na tentativa de costurar um governo que conquiste as cerca de 30 cadeiras restantes no Senado para obter a maioria na Casa e, consequentemente, no Parlamento.

O Partido Democrático de Bersani e seus aliados de centro-esquerda conquistaram por pouco a maioria dos votos nas eleições gerais do mês passado, obtendo assim a maioria automática das cadeiras na Câmara, mas somente 121 das 315 cadeiras do Senado, onde os assentos são distribuídos em bases regionais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaBersanigoverno

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.