Itália condena ataque a cônsul na Líbia

O ministro de Relações Exteriores da Itália, Giulio Terzi, condenou como um "ato vil de terrorismo" um ataque armado contra o cônsul italiano em Benghazi, no leste da Líbia, do qual o diplomata escapou ileso. "Isso foi uma tentativa de desestabilizar as instituições da nova Líbia", afirmou Terzi em um comunicado. O carro à prova de balas do cônsul Guido De Sanctis foi atacado no sábado. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.