AFP /ANDREAS SOLARO
AFP /ANDREAS SOLARO

Itália convoca forças de segurança e inteligência após ataque de Londres

País sedia no sábado uma reunião com os países-membros da UE para celebrar o 60.º aniversário dos Tratados de Roma

O Estado de S.Paulo

22 de março de 2017 | 17h48

ROMA - O ministro do Interior da Itália, Marco Minniti, convocou uma reunião com as forças de segurança e os serviços de inteligência italianos para esta quinta-feira, após o atentado terrorista cometido em Londres nesta quarta-feira, às vésperas da cúpula europeia que será realizada em Roma no sábado.

O Ministério do Interior  informou em um comunicado que a reunião de Minniti com o Comitê de Análise Estratégica e Antiterrorismo será realizado na sede do Ministério do Interior italiano, em Roma.

A reunião contará com a presença de representantes das forças policiais italianas e também dos serviços de inteligência, e o objetivo será "compartilhar informação para analisar a ameaça terrorista" na Itália.

No sábado, os 27 Estados-membros que permanecem na União Europeia, após a decisão do Reino Unidos de deixar o bloco, participarão da cúpula comemorativa do 60º aniversário dos Tratados de Roma, que deram origem à UE.

Para o evento, as autoridades de Roma mobilizarão um esquema de segurança que não permitirá o acesso de turistas ao Coliseu desde as 19 horas (15 horas em Brasília) do 24 de março até 26 de março.

Também não será permitida a entrada no sábado ao Fórum Romano, ao Palatino e à Casa Dourada (Domus Aurea) - residência que o imperador Nero ordenou construir em Roma. / EFE

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.