Itália detém dois acusados de tráfico de imigrantes

A polícia da Sicília informa que deteve dois africanos que tentavam levar um barco repleto de imigrantes ilegais para a Itália. Diversos imigrantes morreram durante a viagem, segundo relatos. Um navio de carga posicionou-se ontem na frente de um barco com mais de 70 africanos ao sul da Sicília e o acompanhou até o porto de Siracusa, no sudeste da ilha. Um dos imigrantes resgatados morreu ao chegar. Sobreviventes contaram à polícia que diversos outros faleceram durante a viagem e os corpos foram jogados no mar. Um casal disse às autoridades que seu filho morreu durante a viagem e o corpo da criança foi abandonado no mar, disse Vincenzo Mauro, porta-voz da polícia de Siracusa. O menino acabara de completar um ano de idade, informou a emissora de televisão Sky TG24. "Eles nos contaram como tudo aconteceu, os problemas de saúde do bebê, as dificuldades da viagem por causa da falta de comida e de água. Eles nos contaram também como deixaram o corpo do bebê cair no mar", relatou Mauro. Gennaro Semeraro, um oficial da polícia de Siracusa, disse que as autoridades não dispõem de uma estimativa de quantas pessoas morreram na travessia, iniciada no norte da África.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.