Itália detém líder da Camorra e apreende 600 mi de euros

A polícia italiana deteve um líder mafioso e apreendeu 600 milhões de euros em ativos, em uma operação que, segundo autoridades, desmantelou um poderoso clã da Camorra perto de Nápoles. Autoridades disseram que Feliciano Mallardo, conhecido como "o sfregiato" ("o desfigurado", em tradução livre), era o chefe do clã Giugliano, um grupo integrante da Camorra. Mallardo foi preso hoje como parte de uma grande operação policial entre Nápoles e cidades ao sul de Roma.

AE, Agência Estado

10 de maio de 2011 | 14h40

O ministro da Justiça, Angelino Alfano, disse que a operação "efetivamente destruiu o clã Giugliano". A agência de notícias Ansa afirmou que os ativos apreendidos incluem mais de 20 companhias que trabalham na produção de café, construção, apostas e outros setores, além de carros de luxo, contas em bancos e imóveis. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaCamorraprisãolíder

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.