Itália detém suspeitos de ataques com cartas-bomba

A polícia italiana deteve quatro homens durante uma busca por supostos anarquistas ligados a uma série de atentados com pacotes-bomba enviados pelo correio no ano passado. Em um dos ataques, ocorrido em novembro de 2003, um agente da polícia de Roma perdeu vários dedos ao abrir um pacote. Um dos detidos, Marco Ferruzzi, foi acusado por este atentado. Segundo a polícia, foram realizadas 30 buscas em várias cidades do país.

Agencia Estado,

27 de julho de 2004 | 15h56

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.