Itália e Bélgica capturam 17 supostos terroristas

Em ações coordenadas, autoridades da Bélgica e da Itália capturaram pelo menos 17 supostos extremistas islâmicos, incluindo em egípcio acusado de ter desempenhado um papel central nos atentados de 11 de março em Madri. Autoridades da Corte Nacional espanhola dizem que Osman Ahmed, um egípcio de 33 anos, foi detido em Milão enquanto planejava novos ataques.O ministro do Interior italiano, Giuseppe Pisanu, disse que Ahmed está ?provavelmente entre os principais autores? das explosões em Madri. Mais um suspeito foi capturado na Itália e 15 outros, na Bélgica - incluindo palestinos, egípcios, jordanianos e marroquinos, dizem as autoridades. Os suspeitos detidos na Bélgica aparentemente não estiveram envolvidos nos ataques na Espanha, mas as investigações belga e italiana estão ligadas, disse Daniel Bernard, um procurador federal belga.Bernard disse que provas obtidas por meio de escuta telefônica e outras ?técnicas avançadas? convenceram-no de que os suspeitos presos na Bélgica são parte de uma ?célula terrorista ativa?. ?No momento não há indicações de elo com a Al-Qaeda, mas não podemos excluir a possibilidade?, afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.